POLÍTICA DE CONFIDENCIALIDADE

(22 de dezembro de 2020)
Esta Política de Confidencialidade (a “Política de Confidencialidade”) expõe a forma como a sociedade CREADS trata os dados pessoais, assim como os diferentes direitos que os titulares desses mesmos dados têm sobre estes. Esta Política de Confidencialidade poderá ser objeto de alterações, que terão efeito na data da publicação da sua atualização nos sites do CREADS (os “Sites”), sem prejuízo dos direitos adquiridos antes desta alteração.

ARTIGO 1 - RESPONSÁVEL PELO TRATAMENTO

O responsável pelo tratamento designa a pessoa que determina as finalidades e os meios do tratamento dos dados pessoais, isto é, é a pessoa que define os objetivos para os quais esses dados são tratados.

A sociedade CREADS, sociedade por ações simplificada com capital de 691 096 euros, registada na Conservatória Comercial e das Sociedades de Paris sob o número de registo 504 019 662, cuja sede social está situada no 112 rue Réaumur – 75002 Paris (doravante denominada a “Sociedade
“) edita os Sites de Internet CREADS e exerce o papel de responsável do tratamento.

Para qualquer dúvida ou pedido relativo aos dados de caráter pessoal, pode entrar em contacto connosco por carta para a seguinte morada: CREADS, Departamento Jurídico, 112 rua Réaumur, 75002 Paris ou através do nosso endereço eletrónico.

NATUREZA DOS DADOS DE CARÁTER PESSOAL

Dados pessoais são quaisquer informações relacionadas com uma pessoa física identificada ou indiretamente identificável (em particular por referência a um identificador, como um nome, um número de identificação, dados de localização, um identificador online, ou a um ou mais elementos específicos da sua identidade física, fisiológica, genética, psicológica, económica, cultural ou social).

ARTIGO 3 – RECOLHA DE DADOS DE CARÁTER PESSOAL

Como parte da nossa prestação de serviços, recolhemos dados pessoais diretamente de si, quando preenche formulários de recolha de dados pessoais e quando usa os recursos disponibilizados para si nos Sites.

Podemos também ser solicitados a recolher dados pessoais de terceiros que atuam em ligação com a prestação dos nossos serviços (em particular para o pagamento dos nossos serviços).

Também podemos recolher e obter dados pessoais direta ou indiretamente seguindo a análise do seu comportamento ao interagir com os nossos Sites, de acordo com as regras aplicáveis aos cookies.

Os dados pessoais que recolhemos podem incluir, em particular,

o seu apelido, o seu primeiro nome, o seu pseudónimo, o seu género, o seu endereço de e-mail, a sua assinatura, a sua fotografia, o seu endereço postal, detalhes sobre a sua vida profissional, as suas trocas de mensagens e comentários nos nossos sites, as nossas páginas da web e aplicações, o seu endereço IP, o tipo e o idioma do seu navegador.

Não recolhemos dados pessoais que revelem origem racial ou étnica, opiniões políticas, crenças religiosas ou filosóficas ou filiação sindical, assim como o processamento de dados genéticos, dados biométricos com a finalidade de identificar uma pessoa de forma singular, dados relativos à saúde ou dados relativos à vida sexual ou orientação sexual.

Como os nossos Sites não se destinam a menores de quinze (15) anos, não recolhemos esses dados intencionalmente e reservamo-nos o direito de os excluir no caso de tomarmos conhecimento que foi feita uma transmissão de tais dados.

Se nos fornecer dados pessoais relativos a terceiros, é da sua responsabilidade garantir que todos esses dados foram recolhidos de maneira lícita, justa e transparente e que esse terceiro não se opõe a essa transmissão.

ARTIGO 4 – TRATAMENTOS IMPLEMENTADOS

Além dos dados pessoais processados como parte das suas solicitações para exercer os seus direitos, levamos a cabo, em relação à publicação dos nossos Sites, o processamento para os seguintes fins:

4.1 Gestão dos vossos pedidos de informação

No sentido de gerir as nossas respostas aos vossos pedidos de informação, tratamos os dados de caráter pessoal que nos fornece neste quadro.
Dados: identidade, dados de caráter pessoal ligados aos pedidos de informação.
Duração: os pedidos e respostas são conservados durante dois anos, a contar do último contacto.
Base jurídica: consentimento (manifestação de vontade da sua parte de nos fornecer esses dados com vista ao seu tratamento por resposta).

4.2 Gestão das candidaturas

No sentido de assegurar a gestão das candidaturas a uma vaga no CREADS, tratamos os dados pessoais pertinentes para a análise e seleção das candidaturas.
Dados: identidade (nome, apelido, morada, fotografia), dados profissionais presentes em currículos, cartas de apresentação e interações, entrevistas de candidatura e notas de entrevista, desejos expressos pelos candidatos em termos de emprego, avaliação de competências profissionais com base em critérios objetivos, necessários e em ligação direta com o trabalho procurado.
Duração: destruição após rejeição da candidatura ou conservação por um prazo de dois anos em caso de consentimento do candidato.
Base jurídica: este tipo de tratamento é necessário aos nossos interesses legítimos de integração de potenciais novos colaboradores.

4.3 Gestão da nossa comunidade de criativos

Recolhemos e processamos dados pessoais relevantes para a monitorização das nossas relações e acordos com a nossa comunidade criativa, comunicação interna e externa e produção de estatísticas.
Dados: identidade, contactos, projetos monitorizados, interações ligadas à implementação de projetos, estatísticas.
Duração: os dados dos criativos são mantidos durante a relação contratual e cinco anos após a sua vigência (prazo de prescrição).
Base jurídica: esse processamento é necessário para a execução de um contrato ou medidas pré-contratuais.

4.4 Gestão das nossas relações com os nossos clientes e prospects

Para gerir as nossas relações com os nossos clientes e prospects, recolhemos dados pessoais relevantes para a gestão de clientes, gestão de dívidas não pagas, estatísticas comerciais, operações de prospeção e informação com vista à prospeção e gestão de direitos de acesso, retificação e oposição. Dados: identidade, morada, e-mail, telefone, fax, código de processamento interno, dados relativos ao acompanhamento da relação comercial (pedidos, contratos, trocas de mensagens e comentários de clientes), dados relativos à fidelização, prospeção, seleção de clientes potenciais, comentários de clientes e classificações de serviços, dados de transações, dados relativos a meios de pagamento, faturas.
Duração: os dados do cliente são mantidos durante a relação contratual e cinco anos após a sua vigência (prazo de prescrição). Os dados do potencial cliente são mantidos por um período de três anos a partir do término da relação comercial ou do último contato do potencial cliente.
Base jurídica (clientes): esse processamento é necessário para a execução de um contrato ou medidas pré-contratuais.
Base jurídica (prospeção): este processamento é necessário para o nosso legítimo interesse na divulgação dos nossos produtos e serviços no mercado.

4.5 Gestão dos nossos Sites Internet

Recolhemos e processamos dados pessoais relevantes para a gestão dos nossos sites e a proteção da sua ciber-segurança.
Dados: identidade, funções, informações de contacto, dados relativos à navegação (endereço IP, registo de hora, cookies) e nas plataformas digitais através dos botões de partilha e media, dados de gestão de contactos do utilizador, dados relativos à gestão de prestadores de serviços técnicos e dados de público e uso de serviços online oferecidos pela CREADS.
Duração: os dados de registo são mantidos durante seis meses, os dados necessários para a produção de estatísticas de audiência e a utilização de serviços online são mantidos durante treze meses, os dados de intercâmbio com prestadores de serviços são mantidos durante cinco anos a contar do fim do contrato em questão.
Base jurídica: este processamento é necessário para os nossos legítimos interesses de implementar ações para monitorizar a operação e o uso dos nossos Sites.

Base jurídica, para os cookies não exclusivamente técnicos: consentimento.

4.6 Gestão do contencioso

Recolhemos e processamos dados pessoais relevantes para a preparação, exercício e acompanhamento de ações disciplinares ou recursos judiciais e, se for o caso, para a execução da decisão proferida.
Dados: dados de identificação de réus, vítimas, testemunhas e funcionários do tribunal (apelidos, nomes próprios, sexo, data e local de nascimento, nacionalidade, morada, telefone, e-mail), dados relativos a crimes, condenações ou medidas de segurança (factos contestados, informações, documentos e elementos recolhidos tendentes a apurar os factos susceptíveis de serem criticados, características do litígio (verificações, testemunhos, certidões, elementos processuais, atos processuais), características do litígio, condenações, seguimento processual.
Duração: durante o litígio e após a expiração dos recursos, depois arquivar num suporte separado e seguro se for de interesse histórico.
Base jurídica: esse tratamento é necessário para a execução de um contrato ou das medidas pré-contratuais, em caso de litígio relativo a um contrato.
Base jurídica: este processamento é necessário para que os nossos legítimos interesses possam efetivar os nossos direitos de defesa, em caso de litígio não relacionado com o contrato.

4.7 Gestão de parcerias

Recolhemos e processamos dados pessoais relevantes para a monitorização de acordos de parceria, realização de projetos conjuntos, comunicação interna e externa e produção de estatísticas.
Dados: identidade, contactos, projetos monitorizados, interações ligadas à implementação de projetos, estatísticas.
Duração: os dados do parceiro são mantidos durante a relação contratual e cinco anos após a sua vigência (prazo de prescrição).
Base jurídica: esse processamento é necessário para a execução de um contrato ou medidas pré-contratuais.

4.8 Gestão da comunicação e dos eventos

Recolhemos e processamos dados pessoais relevantes para a gestão dos nossos eventos de marketing e comunicação (inscrições, organização logística, avaliação, estatísticas) e o envio das nossas comunicações comerciais.
Dados: identidade, contactos, interações ligadas à implementação de projetos, estatísticas.
Duração: os dados para envio de newsletters são mantidos enquanto o interessado não cancelar a inscrição, os dados de assessoria de imprensa são mantidos durante cinco anos, os dados relativos ao evento são mantidos durante cinco anos após a ocorrência do evento em questão, os dados das páginas das redes sociais são mantidas durante o tempo de existência da conta da rede social em causa (exceto direito de eliminação ou oposição).
Base jurídica: este processamento é necessário para os nossos legítimos interesses de implementar ações de comunicação para promover os nossos serviços criativos.
Base jurídica: o seu consentimento (revertível a qualquer momento), para o envio de newsletters.

ARTIGO 5 - NATUREZA OBRIGATÓRIA OU OPCIONAL DA TRANSMISSÃO DE DADOS PESSOAIS

Nos formulários de recolha de dados pessoais, especificamos os dados pessoais que devem ser obrigatoriamente preenchidos para o propósito de processamento em questão. Se esses campos não forem preenchidos, a CREADS não pode implementar as ações necessárias para o propósito de processamento em questão (por exemplo, criar uma conta sem uma identidade que possa ser anexada a ela).

ARTIGO 6 - TRANSMISSÃO DE DADOS PESSOAIS

De um modo geral, não transmitimos os seus dados pessoais a terceiros, mas somos obrigados a transmitir os seus dados pessoais aos nossos subcontratados (que processam esses dados em nosso nome (como nosso anfitrião), aos nossos parceiros que intervêm na execução adequada dos nossos serviços, aos nossos parceiros encarregados de controlar as atividades comerciais da CREADS (auditor, serviços encarregados dos procedimentos de controlo interno, advogado, oficial de justiça) e às organizações, funcionários judiciais e oficiais ministeriais no âmbito da sua missão de cobrança de dívidas ou gestão de litígios.

A CREADS também pode ser obrigada a comunicar os seus dados pessoais a pedido de autoridades públicas, em particular para responder a requisitos em termos de conformidade com a lei de dados pessoais, segurança nacional ou, de um modo mais geral, para aplicação da lei.

A CREADS implementa medidas organizacionais e técnicas de segurança adaptadas ao grau de sensibilidade dos seus dados pessoais para os proteger contra qualquer intrusão maliciosa, qualquer perda, alteração ou divulgação a terceiros não autorizados.

Os seus dados pessoais são armazenados e processados na União Europeia. A CREADS pode, entretanto, ser obrigada a usar certos prestadores de serviços localizados no estrangeiro ou que recorram a subcontratados localizados no estrangeiro, inclusive fora do Espaço Económico Europeu (EEE). Num caso como este, a transferência dos seus dados pessoais para fora da UE será efetuada sob reserva do estabelecimento de salvaguardas adequadas, em aplicação da legislação aplicável à proteção de dados pessoais, em particular através da assinatura, caso a caso, de cláusulas contratuais baseadas no modelo da Comissão Europeia ou qualquer outro mecanismo compatível com o RGPD.

ARTIGO 7 - DIREITOS QUE TEM SOBRE OS SEUS DADOS PESSOAIS

Beneficia, dentro dos limites definidos por lei, dos seguintes direitos

  • Direito de acesso: pode obter informações relativas ao processamento dos seus dados pessoais e uma cópia desses dados;

  • Direito de retificação: pode solicitar a correção dos seus dados pessoais que considere incompletos ou inexatos;

  • Direito de eliminação: pode solicitar a eliminação dos seus dados pessoais;

  • Direito de restrição de processamento: pode solicitar restrição de processamento dos seus dados pessoais;

  • Direito à portabilidade dos seus dados pessoais: tem o direito a que os dados pessoais que nos forneceu lhe sejam devolvidos ou, quando tecnicamente possível, transferidos para terceiros, de forma legível por máquina;

  • Direito de retirar o seu consentimento a qualquer momento se o processamento for efetuado com base legal no seu consentimento (por exemplo, para envio de newsletters ou para cookies que não sejam exclusivamente técnicos);

  • Direito de encaminhar qualquer possível reclamação à Comissão Nacional de Computação e Liberdades (cnil.fr);

  • Direito de definir diretrizes para a retenção, eliminação ou comunicação dos seus dados pessoais após a sua morte;

  • Direito de oposição: direito de oposição ao tratamento dos seus dados pessoais por razões relacionadas com a sua situação particular.


ARTIGO 8 - TERMOS DO EXERCÍCIO DOS SEUS DIREITOS

Se tiver alguma dúvida ou comentário sobre o conteúdo ou a execução da nossa Política de Privacidade, convidamo-lo a entrar em contacto connosco (contact@creads.fr) para qualquer esclarecimento ou informação adicional.

Para exercer os seus direitos, pode fazer-nos um pedido, anexando uma cópia do comprovativo da sua identidade, para um dos seguintes endereços: pelo correio para a morada da CREADS, departamento jurídico, 112 rue Réaumur, 75002 Paris ou para o nosso correio eletrónico.

Ser-lhe-á enviada uma resposta no prazo máximo de um (1) mês após a data de receção da sua solicitação. Este prazo poderá, no entanto, ser prorrogado por 2 (dois) meses atendendo à complexidade e/ou ao número de pedidos.

ARTIGO 9 – COOKIES

Um "cookie" é uma série de informações, geralmente de tamanho pequeno e identificadas por um nome, que podem ser transmitidas ao seu navegador por um site ao qual se liga. O seu navegador irá mantê-lo por um determinado período de tempo e enviá-lo de volta para o servidor Web cada vez que se ligar novamente a ele.

Quando um cookie é puramente funcional (memorização de informações inseridas em formulários, gestão e proteção de acesso a áreas reservadas), o seu uso não requer o seu consentimento prévio. Se não for puramente funcional, o seu uso requer o seu consentimento prévio.

Quando navega pela primeira vez nos Sites da CREADS, a CREADS solicita o seu consentimento para a instalação de cookies não funcionais através de um banner explicando os objetivos desses cookies e um sistema para gerir as suas preferências. É livre para configurar, a qualquer momento, o seu consentimento possível ou a retirada do seu consentimento para a instalação de cookies não funcionais no seu terminal.

O período de retenção de dados pessoais resultantes da instalação de cookies no seu dispositivo é de, no máximo, 13 meses.

Copyright CREADS 2008-2021